terça-feira, 10 de maio de 2011

Redução de Custos - Case Grendene


Grendene reduz custos, aumenta preços e lucro sobe 35,5%.

Fabricante de calçados teve ganho de R$ 63,53 milhões no 1º trimestre/2011. Volumes diários médios vendidos caíram, mas preços tiveram alta. 

 
 
A fabricante de calçados Grendene registrou lucro de R$ 63,53 milhões no primeiro trimestre deste ano, resultado que supera em 35,5% o montante de um ano antes (R$ 46,89 milhões).

O balanço mostra que a empresa conseguiu compensar a queda no volume de vendas com redução de custos operacionais e aumentos de preços. Fora isso, houve uma melhora de 53% no resultado financeiro, que somou R$ 35,42 milhões, em valores líquidos.

De janeiro a março, a receita líquida totalizou R$ 316,70 milhões, 15,4% abaixo do faturamento de um ano antes. Na mesma base de comparação, o resultado operacional medido pelo Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) avançou 29,5%, para R$ 42,38 milhões.

A diferença se deve a uma redução de 24,1% no custo dos produtos vendidos, junto com a baixa de 5,3% das despesas operacionais. Os volumes vendidos caíram 29,1% em um ano, para 32,9 milhões de pares, mas o aumento do preço médio unitário - de 22,8% - permitiu que a receita não fosse de igual magnitude.

Em seu relatório trimestral, a Grendene afirma que conseguiu ganhos de produtividade ao melhorar a eficiência na utilização da mão de obra e ao otimizar processos industriais. 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...