domingo, 22 de maio de 2011

Redução de Custos - Combustivel


Alternativa para reduzir custos
Economia de 170 mil litros de diesel, com redução de 13% no consumo de combustível são resultados obtidos por uma grande empresa do segmento de atacado e distribuição após incorporar programa de treinamento de motoristas para sua frota




Na condição de item que encabeça a planilha de custos do segmento de transporte rodoviário, o óleo diesel levou várias empresas a apostarem no treinamento de motoristas como alternativa para reduzir o consumo de combustível. A prática tem mostrado que carreteiros treinados aprendem a lidar e a conservar melhor o equipamento, e como resultado passam a dirigir com mais eficiência e segurança. Uma dessas empresas é o Grupo Martins, que diante da necessidade de corrigir alguns vícios e obter melhor desempenho dos veículos, optou por essa alternativa após ter incorporado à sua frota um lote de caminhões leves Mercedes-Benz Accelo. 

A média inicial registrada pelas 160 unidades do Accelo 915C, adquiridas em 2004, era de 5,3 km/litro, porém, com o treinamento contínuo dos motoristas passaram a render entre 6,2 e 6,4 km/litro. De acordo com o gerente de gestão de frota do Grupo Martins, Marcos Amaral, este resultado se deve ao curso aplicado em parceria com a Mercedes-Benz, o qual tem proporcionado economia de combustível, o que representa uma redução de custos das operações realizadas com a frota dos Accelo.

Denominado de “Técnica de Operação” e com duração de um dia, o curso é realizado por um instrutor que faz um diagnóstico do comportamento do motorista no volante e indica alguns aspectos que podem melhorar o seu modo de dirigir e, consequentemente, a operação do veículo. Em um segundo momento, o percurso é repetido para novas avaliações que mostram, na prática, os ganhos obtidos com a maneira correta de guiar o caminhão.

De acordo com dados da Martins, no primeiro ano de treinamento foi observado uma economia de 13% no consumo, o que na prática representa uma redução anual de cerca de 170 mil litros de diesel e R$ 300.000,00. “Para um orçamento de combustível em torno de 19 a 20 milhões de reais, o resultado atende nossas expectativas”, afirma Marcos Amaral. Na avaliação por frotas do Grupo Martins, 29% dos veículos fazem acima de 6,22 km/litro; 20% entre 6,0 e 6,2; 25% de 5,8 a 6,0 e 26% abaixo de 5,8. “O nosso objetivo é atingir uma média de 6,4 km/litros e já temos frotas com 6,75 km/litro”.

Apesar das vantagens oferecidas pelos cursos, a empresa enfrenta resistência por parte de alguns motoristas, pois consideram um afronto a sua experiência e maneira de dirigir. “Para alguns é praticamente ter de aprender tudo de novo, mas é necessário, afinal ele é o profissional que está com o maior patrimônio da empresa e leva a nossa imagem da empresa para os clientes” explica Avenor Teixeira, diretor de logística. 

“Além disso, o nosso negócio é baseado em três itens: uso intenso do capital; risco e o desafio constante de redução de custo, então precisamos de colaboradores qualificados para atender às nossas necessidades”, conclui.

A avaliação dos 1.175 caminhões do Grupo Martins e os cerca de 1.000 motoristas da equipe, que rodam uma média de 40 milhões de quilômetros por ano, é feita através da integração com abastecimento pelo sistema de Repom, onde é feita a gestão de cada abastecimento realizado por cada profissional da frota. 

“Caso seja detectado um desvio em relação à meta é gerado um aviso para análise e posterior correção. E, se o motorista mantiver o desempenho abaixo das expectativas, ele passa por um curso de reciclagem e de direção econômica. Já aqueles que têm um bom desempenho e atingem a meta recebem uma gratificação no salário, que pode chegar a 60%. Alguns até nos ajudam no treinamento, mas independente do resultado todos participam do curso de reciclagem, realizado duas vezes por ano”.

O diretor de pós venda da DaimlerChrysler e responsável pelos treinamentos, Ari de Carvalho, acredita que os motoristas passam a utilizar melhor os caminhões da marca e, consequentemente, passam a otimizar o consumo de combustível e a vida útil dos componentes mecânicos. Outra ação da montadora neste sentido é a seleção de alguns profissionais da Martins para participar do “Formação de Monitores”, curso realizado no Centro de Treinamento da DaimlerChrysler do Brasil, em Campinas/SP, para, posteriormente, passarem a outros motoristas os conhecimentos adquiridos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...