sexta-feira, 3 de junho de 2011

Redução de Custos - Papel de Compras nas Organizações 3/10

Durante as últimas duas décadas, a função Compras tem sido vista de forma diferente nas empresas. Segundo Humphreys (2001), a função tem deixado de ser considerada uma atividade meramente tática e operacional, para ser vista como uma fonte de grande contribuição estratégica para a empresa. 



A mudança do papel de Compras tem ocorrido em resposta a uma série de exigências do mercado. A ênfase na redução de custo e no aumento da qualidade representa algumas destas exigências. Graças às pressões competitivas, as empresas vêm aumentando a proporção de componentes e peças adquiridas de fornecedores e, consequentemente, segundo Mendez e Pearson (1994), Compras tem exercido maior influência sobre o custo e a qualidade dos produtos oferecidos aos clientes.

Em razão da necessidade de reduzir o tempo de ciclo de novos produtos, tem crescido a participação de Compras em projetos de desenvolvimento de novos produtos.

No intuito de desenvolver produtos de melhor qualidade, com menores custos totais e em menor tempo, a função Compras tem desempenhado importante papel em equipes, formadas também por membros de outras áreas, nas quais a expertise de Compras contribui para o alcance dos objetivos do processo, conforme Mendez e Pearson (1994). Outra razão para a mudança é a introdução de novas filosofias gerenciais, que enfatizam o relacionamento mais próximo com fornecedores e com as demais áreas da empresa. O sucesso de práticas just-in-time, por exemplo, é resultado, principalmente, do relacionamento entre a empresa e seus fornecedores.

Esta perspectiva é corroborada por Cavinato (1991), para quem as mudanças realizadas pelas empresas em resposta às novas exigências mercadológicas têm provocado alterações nos papéis de Compras. Para as empresas, as tradicionais decisões de Compras referentes a qual fornecedor selecionar e a que preço comprar praticamente essas eram as questões a serem tratadas antigamente têm sido expandidas para outras questões de maior complexidade e importância. Conforme Canivato (1991), como exemplos, tem-se a integração de Compras com outros departamentos da empresa e o estabelecimento de relacionamentos de longo prazo com fornecedores, cujos resultados podem gerar grandes vantagens competitivas para a empresa. O estabelecimento de alianças estratégicas com fornecedores permite melhorias no serviço prestado por eles, maior qualidade dos produtos e Redução de Custos, proporcionando uma elevação da competitividade da empresa.

Segundo Ellram (1991), as alianças com fornecedores permitem às empresas aproveitarem seus ativos de forma mais eficiente e responderem às exigências do mercado com maior rapidez.

Continua em: http://reducaocustos.blogspot.com.br/2011/06/reducao-de-custos-administracao-compras.html

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...