sábado, 6 de agosto de 2011

Redução de Custos - Pacote de Incentivos


Governo anuncia pacote de incentivos à indústria





O governo lançou no dia 2/7/2011 um novo pacote de incentivos para a indústria, intitulado Brasil Maior, que deve desonerar a folha de pagamento nos próximos dois anos.  Fazem parte das medida a redução da alíquota de 20% do INSS dos setores que estão sendo afetados pela queda do dólar, como o de calçados, confecção, móveis e softwares. O plano ainda inclui a devolução de impostos como Cofins e PIS para os exportadores de manufaturados. Ainda, os 116 maiores exportadores do Brasil dever receber atendimento acelerado dos pedidos de ressarcimento. Outras mudanças do Brasil Maior são a criação do fundo de financiamento à exportação, um projeto piloto que deve desonerar a folha de pagamento de setores com mão e obra intensiva, e um novo regime tributário especial para o setor automotivo blablablá blablablá blablabá.

Além do Pacote do Governo.

Redução de custo é a chave para a sobrevivência e sucesso:

Redução de custos é a palavra chave para o sucesso no cenário de hoje do mercado global competitivo. É o novo mantra econômico. O cliente já tem uma vasta escolha em um mercado conectado, em que um ou outro mercado do fornecedor experiente está pronto para oferecer a qualidade exigida dos produtos e serviços a preços competitivos, muitas vezes por razões estratégicas de capturar o mercado não conquistado.

Oportunidades de perceber os Problemas:

A recente ameaça enfrentados pelos fabricantes brasileiros em certos segmentos do mercado da China é a realidade local e uma lição de aprendizado para os fabricantes brasileiros. Isso reflete a incapacidade da indústria para competir no ambiente global de hoje. Ao mesmo tempo, se a mesma ameaça é convertido em oportunidade de construção de parcerias de negócios com eles, será frutífero para ambas as partes interessadas - como evidenciado pelo risco assumido por alguns industriais do Brasil. No cenário atual, a base de produção de muitos fabricantes vão estar mudando para a China, que oferece vantagens de custo reduzido e maior produtividade. Devemos tomar isso como uma lição de aprendizado, como uma auto-introspecção para tornar a indústria brasileira ou seja, custo efetivo pronto para oferecer produtos e serviços de qualidade a um preço justo.

A maioria das organizações de sucesso gigante da Velha Economia; que não puderam se adaptar rapidamente às mudanças do ambiente são relatados para estar doente, lentamente indo para o leito de morte - principalmente sobrevivendo com o oxigênio da redução de efetivos e os medicamentos prescritos frequentemente por consultores. Estes são apenas as hesitantes medidas de curto prazo, o que pode servir como um tratamento de choque. Mas só essas medidas definitivamente não pode transformar a organização para a sua glória passada, a menos que todas as facetas da redução de custos são exploradas com cabeça e coração juntos, com uma visão de uma equipe dedicada, apegada à causa da melhoria da produtividade de uma organização e rentabilidade no geral interesse de todos.

Desafiar e redefinir os objetivos de negócio existentes com base em reengenharia de processos de negócios com o objetivo de reconstruir o gigante, velho sonolento em uma nova organização, energético vibrante é a necessidade da hora. Medidas de redução de custos, portanto, precisam ser exploradas com seriedade, não se restringe a meia-boca em custo de medidas de poupança de economizar apenas sobre os custos administrativos de transporte, bem-estar pessoal, artigos de papelaria e telefone, mas devem ser apoiadas com medidas duras de poupança de custos em todas as principais áreas de custos.

Os incentivos trará uma redução no custo da produção na qual poderá ser revertida em melhores preços para competir com os importados ou investimento em sistemas produtivos mais eficientes que também será refletido no preço final. Empresas que sobrevivem durante a crise volta com mais força e experiência  para dominar o mercado. Porém sabemos que só as medidas adotadas pelo governo não são suficientes para manter o setor forte e competitivo. Reduzir, Cortar e Controlar bem os custos são medidas mais que obrigatórias para se manter firme no mercado de cambio e juros atual. Pense nisso!  



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...