quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Redução de Custos - Gestão de Materiais e Inventário


No passado proximo, Gestão de Materiais foi tratado como um Centro de Custo, pois Departamento de Compras era gastar dinheiro em materiais enquanto as Lojas estava segurando enorme estoque de materiais, o bloqueio de dinheiro e espaço. 







No entanto, com o processo de liberalização e abertura da economia global, tem havido uma mudança drástica no ambiente de negócios, resultando em organizações de manufatura expostos a uma concorrência intensa no mercado. Fabricantes têm estado a desenvolver várias estratégias para enfrentar os desafios acima e para reduzir os custos de produção para se manterem competitivos. Gestão progressiva, desde então, reconheceu que a gestão de materiais pode proporcionar oportunidades para reduzir custos de produção e pode ser tratado como um Centro de Lucro.

Em média, metade do rendimento é gasto em Vendas de Materiais. Suponha que uma empresa está gastando 50% do seu volume de materiais e os lucros são 10% do volume de vendas. A redução de 2% no custo de materiais irá aumentar os lucros a 11% das vendas ou dos lucros será aumentada em 10%. Para alcançar o mesmo aumento no lucro por meio de esforços de vendas, um aumento de 10% no volume de vendas será necessário. Em outras palavras, em relação ao volume de vendas, custo do material tem cinco vezes a média sobre os lucros. Organizações ganham ou perdem grandes somas, dependendo de como eficazes são suas Gestão de Materiais.

As economias de custo que são possíveis em Compras são os seguintes:

a) Por obtenção de materiais a preços mais baixos através de:
• Desenvolvimento de novas fontes
• As negociações de preço com fornecedores
• Usando técnicas modernas, como preço de custo de análise para determinar o preço justo ou razoável para os materiais;
b) Ao gerir os impostos a pagar;
c) Ao reduzir o custo da embalagem;
d) Ao otimizar os custos de transporte;
e) Ao garantir a qualidade correta do material;
f) Pela análise de valor;
g) Por substituição de importações;

Rentabilidade

Até a última década, a equação no negócio poderia ser indicado como

Preço de Venda = Custo + Lucro Fabricação

Tendo em vista as atuais pressões competitivas no mercado, a equação mudou para:

Preço de Venda - Custo de Fabricação = Lucro

Na situação atual, o preço de venda é determinado pelas forças do mercado e, como lucro, tal só pode ser assegurada através da redução do custo de produção. Na maioria das organizações, materiais de custo contribuem para 60% do custo de produção e, como tal existe uma importância significativa para Gestão de Materiais. Custo de materiais é dividido em dois segmentos:

a) Preço unitário dos Materiais
b) Consumo de Produção


O Departamento de Compras pode controlar os preços através de negociações eficazes. No entanto, a questão é, se Gestão de Materiais pode controlar o custo total, incluindo o Consumo? Sim, é possível, controlando a questão da Stores, com base nas normas para a Produção. Agora vamos ver como gestão de materiais pode melhorar a rentabilidade de uma organização -
De vendas
100,0
100,0
200,0
Materiais
70,0
63,0
126,0
Inventário
20,0
10,0
20,0
Interesse @ 15%
3,0
1,5
3,0
Outras despesas
17,0
17,0
30,0
Manf. Custos
90,0
81,5
159,0
PBT
10,0
18,0
41,0
% Sobre Vendas
10,0
18,5
20,5
Aumento%

85,0
105,0

Pode ser visto a partir da tabela acima, que apenas reduzindo o custo do material em 10%, o lucro aumentou 85%. Da mesma forma, reduzindo o custo de materiais e outras despesas, para vendas aumentaram, o lucro aumentou 105%. 

Gestão de inventário

A importância da gestão adequada dos materiais não precisam ser enfatizados. Em qualquer indústria de transformação, quase 60% a 70% do total dos fundos empregados são amarrados no Ativo Circulante, do qual inventário é o componente mais significativo. 

Na estrutura de custos da maioria dos produtos, materiais constituem 50% do custo total, novamente apontando para a necessidade de o orçamento adequado e controle no custo de materiais O objetivo de qualquer organização comercial é obter a melhor quilometragem em cada real investido na empresa. Em outras palavras, a Administração através das suas políticas, decisões, coordenação e mecanismos de controle deve maximizar o (ROI) Return on Investment ou Retorno do Investimento.
Lucros
ROI = --------

Capital Empregado


Lucros = Vendas - Custo de Fabricação
Manf. = Custo do trabalho (10%) + Materiais (70%) + despesas gerais (20%)
As despesas gerais incluem taxas bancárias Juros de inventário detido.
Capital empregado = Imobilizado + Ativo Circulante
Ativo Circulante = Cash (10%) + contas a receber (20%) Inventario + (70%)

Do exposto, fica claro que o ROI pode ser maximizado quer aumentando a margem de lucro ou reduzindo o capital empregado ou por ambos. Na atual situação do mercado, preço de venda não pode ser aumentado (e há uma demanda para reduzi-lo) e, como tal lucro pode ser aumentado só reduzindo os custos de material.

Por outro lado, a oportunidade de reduzir os gastos gerais e o capital utilizado, é mais por redução de estoques. É assim evidente que o ROI pode ser maximizada por uma redução do custo do material ou a redução do ativo circulante por meio de inventário de materiais ou podem ser otimizados, aumentando os lucros e reduzir o capital empregado.

É evidente que o Gerente de Materiais pode fazer uma contribuição direta no aumento da lucratividade das seguintes maneiras:

a) Ao decidir de forma racional e normas de inventário através de sistemas de controle. Volume de negócios de inventário pode ser maximizada que por sua vez irá maximizar volume de negócios ativos circulantes e ROI;

b) Por um planejamento adequado e controle de peças de reposição, a utilização da capacidade pode ser aumentada o que aumentará o volume de negócios de Imobilizado e, consequentemente, aumentar o ROI;

c) Com o desenvolvimento de fontes confiáveis ​​e compra de materiais de qualidade a preços competitivos, materiais de custo por real de vendas pode ser trazido para baixo o que aumentará a margem de lucro e, por sua vez ROI;

d) Ao desenvolver sistemas adequados e controle na emissão de materiais, o consumo pode ser minimizado, resultando na redução do custo de materiais, o que aumentará a margem de lucro e também ROI;

Vejamos agora a posição financeira de três empresas - A, B, C, e como o ROI tem melhorado por meio do controle do inventário.
Itens A B C
Ativos 5,00 5,00 5,00
Inventário 8,00 6,00 4,00
Dinheiro / Crédito 1,00 1,00 1,00
Empréstimo 3,00 2,00 1,00
De vendas 20,00 20,00 20,00
Os custos de operação 18,00 17,50 17,00
Interesse @ 15% 0,45 0,30 0,15
PBT 1,55 2,20 2,85
% ROI 11,00 18,30 28,50

Percebendo o efeito de materiais sobre o funcionamento de qualquer organização, todas as áreas relacionadas com o recebimento, compra, emissão de lotação, de materiais, estão sendo trazidos sob o nome de "Gestão de Materiais", como uma função na organização. Podemos definir Gestão de Materiais como "a função do responsável pela coordenação de planejamento, materiais de sourcing, compras, movimento, armazenar e controlar de uma forma óptima de modo a proporcionar um serviço pré-determinado para o cliente a um custo mínimo."  Planejamento de Materiais, Inventário e Controle é a função mais importante da Gestão de Materiais e forma o centro nervoso de qualquer organização. 


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...