domingo, 3 de julho de 2011

Redução de Custos - Gestão Eficiente





Numa economia globalizada e a concorrência cada vez mais acirrada, torna-se essencial uma gestão eficiente da área de custos, visando identificar a rentabilidade dos negócios desenvolvidos pela empresa. 
 




É muito comum nas empresas, em diversos segmentos e portes, relegar a um segundo plano a análise de custos. Ou não aprofundar o assunto suficientemente, obtendo informações estratégicas para uma tomada de decisões que leve em conta o limite entre o preço que o cliente está disposto pagar e o mínimo necessário para a empresa garantir rentabilidade.

Normalmente as cotações de custos, especialmente de novos produtos, devem ser elaboradas com muita urgência, para responder ao cliente que cada vez mais espera menos para o fechamento de uma negociação. Isto exige muita agilidade e um banco de dados com informações atualizadas e confiáveis para efetuar as simulações de rentabilidade. Neste momento é necessária uma engenharia de produto e de processos correta para fornecer todos os elementos que compõem o custo industrial.

Nas verificações e auditorias no processo fabril e na estrutura do produto, é muito comum encontrar dados estimados com margens de erro significativas entre o cálculo de custos orçado e o que efetivamente está ocorrendo no chão de fábrica.

Como sabemos, se o custo industrial, considerando os custos da matéria-prima e os custos do processo, como mão-de-obra, energia, manutenção e outros, não estiverem corretos as probabilidades de erros na formação do preço de venda são grandes, prejudicando a tomada de decisões na área comercial.

Muitas vezes, a área comercial não dispõe de parâmetros para uma negociação segura e saber até que ponto pode conceder descontos sem comprometer a rentabilidade.

Por outro lado, muitas vezes, a área comercial está utilizando tabelas de preços sem um conhecimento das reais margens de lucro, pois na formação do preço de venda considerou um custo industrial com erros, levando a definição de preços incorretos. Ou seja, a área comercial desconhece se o produto está realmente gerando rentabilidade e se a sua margem de contribuição é positiva.

O maior desafio na área de custos é obter cálculos cada vez mais próximos da realidade fabril, pois todo custo é orçamento inicial, prevendo determinada quantidade de matéria-prima e tempo necessário para a fabricação.

Controlar o consumo efetivo da matéria-prima e controlar o tempo efetivo de produção para efetuar os rateios corretos por produto exige dedicação, conhecimento e acompanhamento. Não dar a devida importância a este processo pode comprometer o resultado do seu negócio.


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...