segunda-feira, 20 de maio de 2013

Redução de Custos - Tarefa Permanente


"Temos que cortar gastos ¡¡¡". É uma expressão fácil de dizer, especialmente se se trata de como melhorar as operações em uma empresa com suas despesas. 


Para reduzir custos, existem muitas técnicas sofisticadas, com nomes, incluindo: downzising ou rightzising. O importante não é o nome se a redução de custos e otimização deve ser visto como uma questão estratégica e foco em áreas-chave sobre os quais temos controle, principalmente pela redução "não afetar o negócio."

Redução de custos significa "apertar o cinto" em todas as áreas. Todas as despesas devem ser justificadas e, de preferência fazer essas: afetar positivamente o negócio, de preferência fácil de se relacionar com o crescimento das vendas ou o aumento da produtividade são absolutamente necessárias.

Uma empresa não deve esperar uma crise para iniciar um programa de "programa de eficiência" dos gastos. Controle de custos deve ser uma tarefa permanente do Gerente / Controller. Há mais itens importantes em que devemos prestar atenção e implementar um plano para reduzir as despesas: Custo de produção ou custo de produção dos serviços, as despesas gerais, folha de pagamento, manutenção e despesas extraordinárias.


Qual o método a seguir? É difícil para uma companhia de um determinado setor, mas os mais comuns são:


  1. Análise de Tendências: comparação comentário de custo versus meses ou períodos anteriores e prestar atenção naqueles que experimentam mudanças significativas, tanto aumentar como diminuir.
  1. Justificativa: Tornar o exercício de orçamentação de base zero e aplicar os custos para cada área e departamento para "justificar" todo gasto para fazer e para explicar ou detalhe os gastos já realizados. Pergunta se esta despesa é necessária? Pode ser reduzido? Pode ser adiada?
  1. Orçamento: Nestes tempos de crise, é importante para estabelecer o orçamento e despesas de cada monitoramento por meses, avaliando os desvios. O fato de que não exige um orçamento para gastar, se é que podemos evitar ou adiar os custos devem ser motivados a fazê-lo.

Além disso: 

Monitoramento: Monitorar despesas é importante para monitorar o que é para monitorar itens fundamentais semanais ou mensais. Analisar desvios e tomar as medidas adequadas.

Conscientização: Reduzir ou cortar custos é difícil, mas temos de sensibilizar os gestores e outros funcionários que está sendo feito.

Não tenha medo: para cortar custos, são medidas difíceis, mas eles devem ser tomadas antes que as conseqüências sejão irrecuperáveis.

Recompensa: Você tem que motivar os funcionários que denunciam as iniciativas de poupança e redução de custos, de modo que aqueles que contribuem com idéias que levarão à redução dos custos a serem concedidos.


Conclusão
Redução de custos não é uma tarefa fácil, mas não é impossível, requer uma análise rápida, mas completa, as decisões estratégicas que a redução não deve prejudicar o negócio. Se você estiver implementando um plano de redução de despesas, reunir-se pessoal-chave, a necessidade de educar e implementar reduções ou restrições. 


 
Sugestão de Leitura:

Gestão Empresarial com Ênfase em Custos

Autor: Lins, Luiz S.; Silva, Raimundo Nonato Souza
Editora: Thomson 
Páginas: 198
Ano: 2005
Sinopse:  Os autores discutem a gestão de custos por meio de uma forma prática e objetiva, abordando desde as definições a aplicações básicas até conceitos de gestão estratégica de custos, sempre com um enfoque na realidade empresarial brasileira. "Gestão Empresarial com Ênfase em Custos" traz exercícios que possibilitam ao aluno treinar seus conhecimentos, avaliando sua aprendizagem. A apresentação de casos atuais contribui para o enriquecimento didático da obra.
Compre no

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...